Após receber centenas de denúncias de idosos e pessoas com deficiência de São Gonçalo sobre a questão da biometria, a prefeitura municipal de São Gonçalo, por meio da secretaria de Políticas Públicas para Idoso, Mulher e Pessoa com Deficiência, entrou com um processo no Ministério Público para cancelar o processo nos ônibus da cidade. 

De acordo com a secretária da pasta, Tânia Soares, o sistema atrasa o embarque dos passageiros, além de expor os beneficiários da gratuidade a riscos de acidentes e constrangimentos.

O problema já estava sendo relatado por diversas pessoas e páginas nas redes sociais. O que deveria ajudar e facilitar acabou virando problema.