Nesta quinta-feira (17), o PSOL votou contra mais um pedido de empréstimo de R$ 444 milhões do Governo do Estado para a Linha 4 do Metrô. Já é o terceiro empréstimo, sem que os dois empréstimos anteriores tivessem uma prestação de contas.
Os técnicos do Tribunal de Contas do Estado fizeram um relatório que mostrava que 15% do valor dos empréstimos que o governo pediu foram destinados para pagar outros empréstimos - o que é ilegal. A dívida do Estado já chega a R$ 97 bilhões. 

Deputado estadual Marcelo Freixo, do PSOL, representante do
partido que comentou sobre o voto contra o empréstimo.
Imagem: Marcelo Freixo / vídeo / facebook 
Para conseguir pagar a todos que devem, o governo teria que usar o orçamento inteiro e mais um pouco: o orçamento do Rio é de R$ 82 bilhões. O mesmo governo que ameaça não pagar a segunda parcela do 13º e dar reajusta a funcionários públicos, é aquele que se endivida com a Linha 4 do Metrô.

"O Metrô do Rio é o mais caro do planeta. Cada km da linha custa R$ 500 milhões! Em nenhum lugar do mundo o metrô tem este valor. Só Cabral e Pezão para conseguir um buraco deste..." Comentou o deputado estadual Marcelo Freixo (foto), em seu facebook