Ocorre neste domingo, dia 04/09, a primeira eleição unificada para conselheiro tutelar em todo o país. Várias denúncias veiculadas pelas redes sociais demonstram irregularidades nessas eleições. 

Em São Gonçalo, pelo facebook, várias pessoas estão denunciando que conselheiros ligados à políticos conseguiram transporte para eleitores para leva-los aos locais de votação. 

Não há qualquer fiscalização do Judiciário, e este ônibus na foto, por exemplo, transportou pessoas para a UERJ - FFP e fica na porta esperando a volta das pessoas. Na maioria, as pessoas não sabem em quem estão votando, pois são trazidas de comunidades carentes. Há denuncias também de que há compra de votos. 

Em Maricá, uma delegada nas eleições fica na porta da entrada da escola pedindo voto para sua candidata, conforme um vídeo publicado. Quem gravou o vídeo, disse para a ela: "A senhora não devia nem ser delegada, por que a senhora tem candidata", a delegada disse que "Candidata todo mundo tem!" - e continuou o bate-boca.

Além dessas cidades, várias pessoas também criticam a votação de forma que está ocorrendo em todo o estado. As eleições são de responsabilidade da justiça eleitoral. 

No Rio, o Ministério Público determinou o cancelamento das eleições após após problemas no sistema de votação. A eleição chegou a ser aberta, às 8h, mas falhas no sistema por volta prejudicaram as sessões eleitorais desde cedo, formando longas filas.

As votações estão sendo feitas por meio de cédulas, e com a desorganização, pessoas estão votando mais de uma vez. Com isso, muitas pessoas não votaram por que faltou cédulas. Outras denúncias são as enormes filas. Relatos de que a demora para o voto espontâneo chega a ser de 3h. 

Envie sua denuncia: www.facebook.com/apoliticarj | Se possível, envie foto!