Na sessão do dia 20 realizada na câmara de São Gonçalo, o opositor vereador Marco Rodrigues voltou a comentar sobre os gastos' e as contas do governo municipal de São Gonçalo, principalmente nas dívidas.

O vereador Alexandre Gomes, também oposição, comentou o que o vereador Marco estava falando e também comentou de contas do governo com empresas que prestam serviços para o município, como a Marquise, do lixo.

Alexandre questionou-se sobre o porque de tantas dívidas, e divulgou gastos do programa social da prefeitura de São Gonçalo, o Café Social, que serve diversos desjejuns de preço R$ 0,50 centavos: 'Vai inaugurar o café social de Alcântara, [...] custa R$ 1.200,000 (um milhão e duzentos) mais os R$ 0,50 centavos." O vereador disse que os projetos foram enviados à câmara, e defendeu também, que pelo valor, o desjejum deveria ser gratuito.

Na defesa, o governista Jorge Mariola falou que este é um dos projetos mais importantes do atual governo. O café social tem dois quiosques na cidade, na praça Luiz Palmier (Rodo) e o que ainda vai inaugurar em Alcântara, este citado pelo vereador Alexandre. 

Mariola ainda disse que nem todos tem as condições de poder realizar o desjejum com frutas, bolos e etc, essencial para se mantar durante o dia, e que felizmente ele e outros vereadores tem.