Com 8.180 habitantes, Comendador Levy Gasparian é o município do Rio com as melhores condições de ensino básico. A constatação é do Índice de Oportunidades da Educação Brasileira (Ioeb), levantamento inédito sobre o aprendizado em todo o país. E o caso do interior do Rio não é isolado: de um modo geral, as cidades do interior foram as mais bem classificadas. Já a capital fluminense tirou nota vermelha, ficando com 4,4 (em escala de zero a 10), abaixo de Rio Branco, no Acre.

O indicador, lançado nesta terça-feira, é fruto de estudo do Centro de Liderança Pública (CLP), com a poio das fundações Roberto Marinho e Lemann e do Instituto Península. Além de considerar a nota do Ideb, o índice se baseia em critérios como escolaridade de professores e taxa de atendimento na educação infantil.

— A ideia é mostrar qual seria a situação de um aluno se estivesse no município “A”, em vez do “B”. Na verdade, é um indicador que agrega vários outros indicadores com o objetivo de aferir a qualidade educacional — diz Reynaldo Fernandes, ex-presidente do Inep (instituto do Ministério da Educação que faz avaliações do ensino) e um dos autores do recém-lançado índice.

SÃO GONÇALO EM 84º LUGAR

O município gonçalense, com mais de 1 milhão de habitantes, ocupa um lugar vergonhoso: 84º lugar entre as 92 cidades do estado. Porém, vereadores da cidade já homenagearam a secretaria municipal de educação pelos serviços realizados no município.

Carmo, cidade do interior do estado, na região serrana, está em 8º lugar, com pouco mais de 17 mil habitantes, equivalente a um bairro em São Gonçalo. 

LEIA O ARTIGO DO NOSSO BLOG: TEMOS MOTIVOS PARA HOMENAGEAR A EDUCAÇÃO GONÇALENSE?

Fonte: http://extra.globo.com/noticias/rio/confira-ranking-da-qualidade-do-ensino-dos-municipios-do-rio-cidades-pequenas-saem-na-frente-17720084.html#ixzz3oE63eDRv