Foto: Prefeitura de Niterói/facebook 
Niterói vai ganhar a sua primeira escola técnica federal. O anúncio foii feito na tarde desta quarta-feira feito pelo prefeito Rodrigo Neves com o reitor do Instituto Federal de Ciência e Tecnologia do Estado do Rio de Janeiro (IFRJ), Paulo Roberto de Assis Passos. Eles participaram da entrega da ordem de início das obras do campus do IFRJ no município, que ficará no bairro do Sapê, região de Pendotiba. 

Com investimentos de cerca de R$ 12 milhões, a unidade será construída em um terreno que foi disponibilizado pela prefeitura. O prazo de conclusão da obra é de 18 meses. A previsão é de que a unidade tenha 70 professores e 700 alunos quando estiver funcionando plenamente. 

O IFRJ de Niterói será uma escola padrão. Ele contará com 12 salas de aula, auditório, ginásio, biblioteca, quadra poliesportiva e um bloco que contará com laboratórios específicos para cada curso que será oferecido. 

O prefeito Rodrigo Neves destaca a importância da iniciativa para a cidade. 

"É uma grande conquista para a cidade. Acredito que a educação é a melhor forma de superar as desigualdades, ela eleva a consciência das pessoas, qualifica-as para inserção na vida comunitária, vida social e mundo do trabalho. O IFRJ se integra no nosso esforço de dotar Niterói de boa infraestrutura educacional pública. Temos o Pedro II, a Henrique Lage e as escolas municipais. A escola técnica vai atender toda essa região do Sapê, do Caramujo, do Largo da Batalha. Tenho certeza de que esse investimento, feito em parceria com o Governo Federal, vai servir muitos jovens dará uma perspectiva melhor de vida para eles", declarou o prefeito. 

O reitor Paulo Roberto de Assis Passos declarou que a construção de um campus da IFRJ em Niterói é um compromisso com a população da cidade. 

"Estamos iniciando um trabalho de compromisso com a comunidade, de oferecer um ensino técnico gratuito, de qualidade, que atenda os anseios, demandas e sonhos da população. O IFRJ, mais que uma escola técnica, terá o ensino médico integrado ao técnico, graduação, licenciatura, bacharelado, pós-graduação, mestrado e doutorado. As famílias de Niterói terão nessa instituição a possibilidade de ver seus filhos ingressarem no ensino técnico e se tornarem doutores. Formar mão de obra de qualidade é uma prioridade", disse o reitor. 

A secretária municipal de Educação, Ciência e Tecnologia de Niterói, Flávia Monteiro de Barros, afirmou que o momento é histórico para a cidade: "O IFRJ será um marco para a nossa cidade. A expansão da educação profissional é um fator estratégico para o desenvolvimento econômico. Não há crescimento sem recursos humanos. Não há formação adequada sem cursos de qualidade. O IFRJ vai nos oferecer infraestrutura e oportunidades para crianças oriundas da rede municipal. Esperamos que a escola técnica ajude a consolidar o desenvolvimento econômico da cidade com marca da inclusão social".

Fonte/texto: http://www.ofluminense.com.br/pt-br/cidades/escola-t%C3%A9cnica-federal-ser%C3%A1-constru%C3%ADda-em-niter%C3%B3i