Foto: Jornal O São Gonçalo 
O vereador de São Gonçalo Armando Marins (PR) apresentou, durante a semana, à Câmara Municipal, projeto de lei que autoriza o Poder Executivo a notificar, através de várias redes de comunicação, as mulheres gonçalenses com mais de 25 anos, anualmente, sobre a importância do exame preventivo de câncer de mama e colo do útero. Elas também devem ser informadas sobre o fluxo para realização no Sistema Único da Saúde (SUS). 

A notificação deve utilizar linguagem de fácil compreensão e motivadora, e apresentar dados estatísticos que incentivem a importância do diagnóstico precoce para a cura da doença. O projeto inclui ainda a realização de campanhas de incentivo a inclusão de exames preventivos na rotina de exames pré-admissionais ou periódicos. 

O câncer do colo de útero é o que tem maior potencial de cura, chegando a 100% quando diagnosticado precocemente. Já o câncer de mama é a principal causa de mortes por câncer na população feminina. A incidência maior de casos se concentra na em mulheres entre 40 a 69 anos. Em São Gonçalo, somente 40% das mulheres nessa faixa etária procuram o atendimento, quando a meta é atingir 60%.

“O grande problema a ser enfrentado pelas políticas públicas de saúde é a busca tardia de consulta e o diagnóstico nos estágios avançados, o que compromete o tratamento e a cura. As causas para as consultas tardias são variadas, mas muitas mulheres sentem medo do possível diagnóstico, além de dificuldades para o acesso imediato à consulta e aos exames complementares”, explicou o vereador.

Inaugurado recentemente pela Prefeitura de São Gonçalo, o Espaço Rosa atende as mulheres com diagnósticos precoces de câncer, através de exames como mamografia, ultrassonografia e colposcopia. Com dois consultórios médicos, três salas de exames, banheiros, sala de espera e recepção, o Espaço funciona junto ao Hospital da Mulher, no bairro do Zé Garoto, de segunda a sexta-feira, das 8 às 17 horas. 

É a chance das mulheres gonçalenses fazerem suas consultas e os exames preventivos num mesmo local. Marins é médico e preside a Comissão de Direitos da Mulher, da Criança, do Adolescente, do Idoso e da Pessoa com Deficiência da Câmara.

Fonte/texto: Jornal A tribuna RJ