Foto vai blogs.oglobo.globo.com 
O secretário estadual de Saúde, Felipe Peixoto, deixará o cargo no fim do mês. Ele deu a notícia ontem durante a cerimônia de entrega de 276 carros e ambulâncias a prefeituras de 91 municípios do Estado, no Rio de Janeiro. Para o lugar dele será nomeado o médico Luiz Antônio de Souza Teixeira Júnior, que assumirá a partir de janeiro. A transição com o atual titular da pasta começará já nos próximos dias. Luiz Antônio é o atual secretário de saúde de Nova Iguaçu. 

“Agradeço imensamente por toda a contribuição do secretário Felipe Peixoto. Principalmente em razão das dificuldades financeiras que se apresentaram ao longo deste ano. Felipe manteve-se firme e sempre disposto ao diálogo, buscando importantes alternativas. Foi um colaborador fiel do governo”, afirmou o governador Luiz Fernando 

Pezão, acrescentando que a saída do titular fora acordada anteriormente. 
O futuro secretário é ortopedista, pós-graduado em Medicina do Esporte e do Exercício, com MBA Executivo em Saúde pela Coppead UFRJ e é ainda secretário-geral do Conselho de Secretarias Municipais de Saúde do Estado do Rio. 

Fora do governo, Felipe estará livre para concorrer novamente à Prefeitura de Niterói em 2016 pelo PDT, ao qual é filiado. Nas eleições municipais de 2012 ele perdeu no segundo turno para o atual prefeito, Rodrigo Neves. No último mandato do então governador Sérgio Cabral, o pedetista foi secretário estadual de Desenvolvimento Regional, Abastecimento e Pesca. 

Ele deixa agora a pasta da saúde em meio a uma grande crise no setor. Ele afirmou que havia combinado com o governador Luiz Fernando Pezão que só permaneceria no cargo por um ano e culpou a crise econômica pelos problemas na rede estadual de saúde. 

O chefe do Executivo fluminense declarou também ontem que o Estado precisará de cerca de R$ 350 milhões para reabrir todas as emergências de hospitais estaduais que estão fechadas por problemas no pagamento dos salários de funcionários e por falta de insumos.

Fonte: A tribuna RJ