Pincéis, tintas, pregos, martelos, telhas, fios e dezenas de funcionários trabalhando pelos corredores. Este é o cenário vivido em 40 escolas municipais de São Gonçalo que estão recebendo obras de reforma. Destas, 26 unidades estão em fase final de manutenção e 14 estão prontas para receber os mais de 44 mil alunos da rede que serão beneficiados com as obras. 

Para Viviane Carvalho, Subsecretária de Infraestrutura da Educação, as reformas representam um avanço na qualidade do ensino. 

"Um estudo realizado pela secretaria concluiu que a verba voltada para a infraestrutura das escolas seria melhor aplicadas se todas as unidades tivesse um padrão de qualidade a ser seguido. Com a padronização do serviço estamos dando às crianças e adolescentes escolas humanizadas. Estamos investindo em qualidade como um todo", relatou. 

No Colégio Municipal Joaquim Lavoura, no Barro Vermelho, que atende mais de 500 alunos do pré-escolar ao 5º ano, as obras estão a todo vapor. Todas as salas estão pintadas, a rede elétrica está sendo trocada e o playground receberá novos brinquedos para o lazer dos estudantes. Além disso, as mobílias também serão trocadas. 

Os estudantes do Colégio Municipal Mário Quintana, no bairro Engenho Pequeno, também serão surpreendidos com as mudanças. A unidade já está em fase final de reforma, com pintura e infraestrutura pronta. A diretora adjunta, Cristina Pereira de Oliveira, que atua na unidade há cerca de um ano, comemorou as melhorias. 

"Os alunos merecem esse investimento. Nós também, como profissionais que atuam na escola também ficamos felizes com as melhorias, mas eles vão se beneficiar muito mais com as mudanças. Os próprios pais elogiaram as obras e isso é mudanças", contou. 

Como é o caso da dona de casa Priscila Carvalho, de 33 anos, mãe da pequena Maria Eduarda, de 11 anos, que estudou na unidade do Jardim I ao 5º ano. 

"Melhorias são sempre bem vindas. Eu não tenho do que reclamar, pois durante todo o tempo que a minha filha estudou aqui o ensino sempre foi bom e os profissionais muito atenciosos. Apesar dela estar saindo daqui esse ano, eu sei que as mudanças vão beneficiar a todos", afirmou. 

De acordo com a subsecretária, muitos moradores de bairros distantes dos grandes Centros se surpreenderam com as obras. "Muitos que moram em bairros distantes e com maiores necessidades estavam desacreditados de que algo seria feito. Nossa intenção é beneficiar toda a população. Nosso objetivo maior é investir em dignidade", concluiu. 

Dentre as unidades que estão prontas estão a Escola Municipal Mariana Sodré, no Rio do Ouro; Escola Municipal Doutor Heráclito Fontoura Sobral Pinto, no Capote; Creche Municipal Pastor Militão Ramos de Oliveira, em Tribobó; creche Municipal Professora Natalina Muniz de Oliveira, no Palmeiras, dentre outras. 

Fonte/texto/foto: PMSG