O prefeito Rubens Bomtempo e o vereador Pastos Sebastião
visitaram a obra.
Foto: Divulgação/facebook
Uma região que já foi afetada com as chuvas de 2010 foi a região serrana do estado do Rio. Com o tempo, algumas cidades, como Petrópolis, foram se adaptando a tal situação e se aprimorando com o tempo. Na semana passada, uma chuva que caiu sobre o estado fez estragos e inundou várias cidades, como Teresópolis, algumas áreas de Petrópolis, Sapucaia, (região serrana) também em São Gonçalo, Niterói (região Metropolitana) e outras cidades (baxada, lagos). 

Uma obra em Petrópolis mostrou ser fundamental para a prevenção de desastres das chuvas: a barreira dinâmica do Carangola. Neste domingo, a estrutura suportou um deslizamento de pedras e terra, protegendo milhares de pessoas que moram na região e circulam pela via diariamente. O estudo foi realizado no governo anterior ao governo do prefeito Paulo Mustrangi, que fez o projeto e conseguiu os recursos para viabilizá-lo. O atual prefeito, ao retornar ao governo, executou. O Plano de Redução de Riscos foi financiado com verba federal.

O prefeito Rubens Bomtempo e o vereador Pastor Sebastião viram de perto todo o material que a barreira dinâmica do Carangola conteve após as chuvas do fim de semana. 

A barreira dinâmica do Carangola é a primeira do município. São 120 metros de extensão, com uma estrutura construída com materiais que vieram da Suíça. "Fiquei feliz ao ver hoje que a obra já deu resultados, contendo um deslizamento de pedras e terra após as chuvas do fim de semana", disse o prefeito.