Entrevista com Carlinhos Pinguim, pré-
candidato à vereador em Itaboraí 
Luiz Carlos Corrêa Pereira, conhecido como Carlinhos Pinguim, tem 44 anos, é casado e trabalha no ramo empresarial. Pré-­candidato à vereador no município de Itaboraí, Carlinhos aparece no cenário eleitoral deste ano com sua principal bandeira: cidadania e bem estar da sociedade.  

Nesta entrevista ao blog A política RJ, Carlinhos fala sobre sua pré-candidatura e do futuro apoio que espera de sua comunidade e do partido. Na manhã do dia 14/01, com exclusividade, ele concedeu ao nosso blog uma bela entrevista. A entrevista foi postada hoje, de acordo com a programação do nosso blog. Confira!

A política RJ: Conte um pouco para nós quem é você:

Carlinhos pinguim: Eu fui nascido e criado em Itaboraí, sou de família simples, eu tive a oportunidade de estudar, tive uma boa formação. Pela tendência dempresário acabei
deixando a política de lado, mas tive a oportunidade de entrar na política em 2000, apoiei o prefeito da época, Sérgio Soares, e vi como eu perdi tempo estando fora da política, que é uma responsabilidade de todos. 

Aproveite e conte um pouco da sua trajetória. Como e por que entrou política?

Eu sempre tive o desejo disso, quando estudava sempre liderava essa área da política. Tenho amigos hoje que são prefeitos, vereadores, e pedia a minha opinião. Na minha época eu era sempre um destaque político, era muito bem politizado e iterado nessa área. Depois eu percebi que os amigos para quem eu ensinava política, todos viraram vereadores, o prefeito de Tanguá, (Valber), Luciano Lúcio (presidente da câmara). Em 2000 eu tive que fechar uma empresa e ter uma segunda opção de trabalho, ai eu vi a política como uma segunda opção, e fui influenciado por isso, coordenando várias campanhas e nessas coordenações eu vi a falta de respeito com os eleitores, e eu presenciei muito isso, e vi que alguém tem que ter um respeito com a sociedade, e por isso eu me lanço pré-candidato à vereador.

Qual sua expectativa para as eleições deste ano?

A expectativa é boa, pois hoje nos temos uma visibilidade muito grande por causa da rede social, as pessoas passam a te conhecer e passa visibilidade para muitas pessoas começarem na política e e apesar quem é você. Para prefeito, vai ser uma oportunidade para quem nunca sentou na cadeira, eu creio que vai sentar na cadeira quem nunca foi eleito.

Se for eleito, quais projetos pretende defender no legislativo de Itaboraí?

Na minha opinião, hoje o brasil em si e a sociedade do nosso município depende de uma pessoa que não tenho apenas uma bandeira, a área da saúde, você vai apoiar só a saúde? Eu acho que tem que estar disposto a buscar por todos os seguimentos, saúde, segurança, educação, infraestrutura, por que a cidade está destruída. Uma bandeira que eu quero levantar é um projeto que fosse trazer uma obra de nível tipo o PAC, que impactasse todos os distritos ao mesmo tempo, que fosse igual foi feito em São Gonçalo pelo prefeito da época, que asfaltou todas as ruas, todas as vielas, e as que ele não conseguiu asfaltar ele concretou. Isso vai dar mais saúde, mais qualidade de vida, mas oportunidade para valorizar os bairros como Aldeia da Prata, Vale do Sol e outros, pra acabar com obra eleitoreira, que vai lá faz uma asfalto de 1,99 para enganar a população. Assim teria só a saúde, educação e segurança pública para tomar conta. 

Para você, nas eleições os religiosos fazem a diferença?

Com certeza, a sociedade é composta de religiosos. Quando eles buscam se unir são sempre muito unidos. 

A sua comunidade apoia sua candidatura à vereador?

Sim, com certeza. Eu moro no Areal, ali na área de Venda das Pedras, Quissamã, e sempre olhei apoiei de uma forma muito gaveira com as pessoas, onde eu passo deixo um legado de profissionalismo e de respeito, bom trabalho, e creio que as pessoas sempre me vem de uma forma muito boa. Eu dou muita credibilidade as pessoas, e isso retorna pra mim em dobro.

Como você avalia o governo do atual prefeito Helil Cardozo?

Infelizmente, ele perdeu quando não priorizou o funcionalismo público, que precisa ter o seu salário em dia para equilibrar a economia do município. Isso cria um impacto muito grande na sociedade, porque são 8 mil funcionário que geram um impacto social e econômico na cidade, e o prefeito não teve  esse carinho com o funcionalismo público e com os fornecedores em geral. Na minha opinião está sendo uma gestão muito ruim.

Qual sua opinião sobre o trabalho que vem sendo feito pelo legislativo de Itaboraí?

O nosso legislativo está muito omisso. É uma omissão muito grande. Eles não tomam partido na cidade, não tem bandeira, e eles deixaram a desejar em buscar uma resposta do executivo, não buscaram fiscalizar e não foram verdadeiros com eles mesmos.

Você acredita que tem boas chances de ser eleito vereador? Por que? Chegando à câmara, como pretende atuar?

Eu pretendo ser um vereador atuante, um vereador aberto a novidades, a sociedade. A carência tem voz, ela quer falar, se ela não tiver uma porta aberta não vai ter como se expressar. Eu acho que o e vereador tem que acessível, nossos vereadores só são acessíveis no período eleitoral, o que me chateia muito. 

Para você, qual é o maior problema de Itaboraí atualmente?

Itaboraí já teve o seu tempo de ouro, que foi a laranja. Tem gente que acha que foi com o Comperj, mas não foi. A sociedade vivia muito feliz, e a cidade foi a maior produtora de laranja do estado. A cidade vivia em um conflito social muito elevado na época, depois do fracasso das laranjas veio as cerâmicas, que deu uma estabilidade, e depois veio a dificuldade delas com os outros municípios, e veio a Petrobras. Etão a cidade sempre vivei uma dificuldade econômica, sempre foi uma cidade desestruturada. A Petrobras criou uma expectativa muito grande, muito investimentos e poucos resultados. Na minha opinião o prefeito não se preparou, não criou uma reserva para prevenir crises. Não pode ser uma questão que venha e o prefeito não saiba oq ue fazer. O maior problema de Itaboraí hoje foi a má administração.

Para finalizar nossa entrevista, deixe suas considerações finais e uma mensagem a 
população de Itaboraí e nossos leitores em geral

Itaboraí hoje depende exclusivamente de Brasília, pois a cidade hoje não tem nenhum desenvolvimento econômico para alavancar a economia, não tem atividade econômica
principal, e agente depende dessa reativação do comperj para a cidade voltar a desenvolver. E eu queria que a sociedade tivesse essa visão de eleger alguém que realmente tenha um compromisso e facilidade de estar em Brasília buscando recursos para Itaboraí. Eu quero que você sejam conscientes em votar certo, em alguém que tenha uma vontade política, e não alguém com vontade de ser prefeito. Honestidade tem nome e sobrenome, e a pessoa desonesta também. O povo de Itaboraí tem que ter coincidência e votar em alguém honesto, que seja um prefeito de destaque na cidade e um prefeito que tenha articulação em Brasília. 

-

Se você pretende se candidatar a vereador em Itaboraí e quer informar suas idéias e projetos para a população, através deste canal de notícias, entre em contato com o nosso blog pelo facebook: www.facebook.com/apoliticarj - Envie mensagem em modo privado.