Foto: Divulgação/via google imagens
A crise nos hospitais estaduais está tirando o sono do prefeito de São Gonçalo, Neilton Mulim (PR). O número de atendimentos nas emergências das unidades de Saúde do município subiu mais de 280% no último mês.

A explosão de pacientes fez o secretário de Saúde, o médico clínico geral Dimas Gadelha, transferir seu gabinete para dentro do pronto-socorro Central.

A unidade atendia cerca de 350 pessoas por dia. Mas, para desespero do moço, o número pulou para quase 1.100!

Além de gerir a secretaria fazendo malabarismo para aumentar a quantidade de insumos e medicamentos nos prontos-socorros, Gadelha está se virando nos 30 para atender os doentes.

Baby boom
O Hospital Luiz Palmier também está botando gente pelo ladrão. Ou melhor, crianças. A unidade, que fazia 90 partos por mês, registrou 350 nascimentos em dezembro.

E 3.278 mulheres passaram pelo atendimento ambulatorial — a média era de mil por mês.

Nem todas da terra de Mulim. Cerca de 30% era de Itaboraí, Niterói, Maricá e Tanguá.

Fonte/texto: Extra, Extra - Por Berenice Seara