Foto: http://www.paulomelo.com.br/
Ex-presidente da Assembleia do Rio e atual secretário de Governo, Paulo Melo (PMDB) andou ligando para alguns deputados para avisar que já volta ao Palácio Tiradentes em fevereiro.

A pares de diferentes partidos, o moço não esconde a insatisfação com o tratamento que tem recebido de Luiz Fernando Pezão (PMDB) e reclamou que o governador só ouve seu chefe de gabinete, Afonso Monnerat...

O desgaste é tanto que, nos telefonemas, Melo cogitou até a "sair do grupo político".

Mágoa
Melo confidenciou ainda que ficou chateado por não ter sido convidado para um almoço de fim de ano entre Pezão e desembargadores da Justiça.

É que, na véspera, ele foi o enviado para colocar panos quentes na indisposição do judiciário com o governo.

Desejo antigo
Não é de hoje que o secretário pensa em voltar à Alerj. Com o perfil centralizador de Pezão, Paulo Melo ficou sem função no governo e não conseguiu exercer o papel a que foi convidado: o de ser a ponte entre o Legislativo e o Executivo.

Fonte/texto: Extra, extra - Por Berenice Seara