Por diversas vezes já foram realizadas na porta da Prefeitura
manifestações contra a situação da saúde e o atraso no salário
dos profissionais da área.
Foto: Falario.com.br
Em plena crise financeira, a prefeitura de Itaboraí vai usar R$ 8 milhões do Fundo Municipal de Saúde para instalar e manter integrado o sistema informatizado das unidades. A empresa que vai receber a bolada pelo serviço é a MV Sistema, de Porto Alegra, Rio Grande do Sul. 

Diante do atendimento que encontram nas unidades de saúde municipal, a população ficou revoltada com a notícia.  Nas redes sociais, os moradores denunciam falta de remédios, e que os médicos e fornecedores não recebem há dias.

Para piorar, o Hospital municipal Desembargador Leal Júnior, o único público da cidade, está funcionando em plano de contingência desde setembro de 2015. O argumento é que falta dinheiro.

Fonte/texto/foto: Extra, Extra - por Berenice Seara