Neilton Mulim também desmente rumores que deixaria o PR.
Foto: Claudionei Abreu/A política RJ
O prefeito de São Gonçalo, Neilton Mulim, informou que vai disputar a reeleição ao cargo no pleito de outubro. Ele continua no Partido da República (PR), desfazendo rumores de que iria para o Partido Progressista (PP). Está conversando com outros partidos atuantes no município, visando formar uma ampla coligação. Porém, não poderá contar com a sua vice-prefeita, Mariangela Valviesse, que no último dia 2 trocou o Partido Social Democrático Brasileiro (PSDB) pelo Partido Social Liberal (PSL). Ela irá apoiar o pré-candidato do Partido Popular Socialista (PPS), deputado estadual José Luiz Nanci.

“O prefeito está fechando as coligações. Ainda não existe um nome para vice”, informou nota da assessoria do chefe do Poder Executivo. No final do mês passado, o secretário de Cultura, Michel Portugal, deixou o PSDB e filiou-se ao PR, em apoio a Mulim. O PSDB lançou a pré-candidatura a prefeito do ex-vereador Dílson Drumond. O ex-secretário de Governo, Comunicação e Posturas, Sandro Almeida, rompeu com o prefeito e filiou-se ao partido, para disputar vaga na Câmara de Vereadores.

Já o vereador José Carlos Vicente deixou o PSDB e foi para o PSL. O seu colega no Legislativo, Alexandre Gomes, trocou o PRTB pelo PSB, do também vereador Marlos Costa, pré-candidato da sigla a prefeito. Nanci continua com o apoio do PMDB e conversa com outras legendas visando também formar uma ampla coligação.

São também pré-candidatos a prefeito Adolfo Konder (DEM), Aparecida Panisset (PDT) e os veredores Diego São Paio (Rede Sustentabilidade) e Dejorge Patrício (PRB). O PT e o PSOL ainda vão escolher seus representantes para a sucessão municipal.

Fonte: A tribuna RJ