Segundo vereador Bruno Lessa (PSDB), prefeito extrapolou em gastos com publicidade durante o governo
Vereador Bruno Lessa
Foto: Divulgação 
Vereadores vão denunciar ao Ministério Público (MP) o contrato assinado entre o prefeito de Niterói, Rodrigo Neves (PV) e a agência Prole, no valor de R$ 15 milhões, para serviços de publicidade do governo municipal.

Bruno Lessa (PSDB) criticou de forma veemente a assinatura do termo aditivo do contrato e afirmou que os gastos exorbitantes com publicidade não são novidades no atual governo. “Isso é um ato recorrente do prefeito Rodrigo Neves. Em quatro anos são mais de R$ 50 milhões gastos com publicidade e governo que investe nisso, é porque está preocupado apenas com sua imagem. Niterói tem diversos setores carentes que precisariam desta verba, como a saúde, a assistência social. Em 2015, entramos com representação no Ministério Público contra esses gastos abusivos e agora com essa reportagem de OSG eu vou fazer uma aditação ao processo”, garantiu. Para o vereador Renatinho (PSOL), Rodrigo Neves não está preocupado com a situação da população, mas sim em criar uma falsa imagem, às vésperas das eleições de outubro, onde ele tentará a reeleição. “A situação da saúde municipal está um caos, não temos remédios, não temos infra estrutura, nada. Esses R$ 15 milhões não resolveriam os problemas, mas poderiam melhorar muito a situação. Esses gastos com propaganda são para criar uma imagem que não existe deste governo”, afirmou.

Corroborando com a opinião de Renatinho, o vereador Paulo Eduardo Gomes, da mesma legenda, condenou os gastou e afirmou que o governo tem apenas a intenção de criar uma imagem falsa para a população. “Desde 2013, o Rodrigo Neves vem assinando esses contratos de publicidade e nós sempre fomos contra, denunciando na Câmara. A intenção é colocar na cabeça da população algo que não existe, que é falso. Por isso nós sempre fomos contrários e sempre seremos. Niterói tem diversas outras prioridades”, explicou. O contrato assinado no último 28 de março, no valor de R$ 15 milhões, prorroga por 12 meses a prestação de serviços de publicidade da empresa Prole para a Prefeitura de Niterói. Contudo, o mandato do atual prefeito, Rodrigo Neves (PV), se encerra em 31 de dezembro deste ano. Desta forma, se Rodrigo não for reeleito em outubro, parte da conta vai “cair no colo” de seu sucessor, que seria obrigado a pagar R$ 3,75 milhões pelos três últimos meses do contrato já em 2017.

Melancias - Apelidado de ‘prefeito melancia’, por trocar o PT pelo PV (verde por fora e vermelho por dentro), curiosamente, Rodrigo Neves poderia comprar 31, 2 milhões de quilos de melancias, e usar a fruta no cardápio da merenda escolar das escolas municipais, com os cerca de R$ 50 milhões gastos em publicidade durante os quatro anos de seu governo. Com o valor também seria possível pagar o salário de 4,6 mil professores durante oito meses, comprar 3,4 milhões de latas de leite em pó usadas na merenda escolar ou adquirir 10,9 milhões de frascos de soro fisiológico para hospitais e postos de saúde municipais.