Capitão Nelson
Foto: Marco Speziali
Assim como o Vereador José Carlos Vicente, que deixou o seu partido por discordâncias com o diretório estadual (Leia AQUI), o Vereador Capitão Nelson também fez criticas a direção estadual do seu ex-partido, o PSC de Jair Bolsonaro e falou de ditadura partidária. 

Nelson diz que os diretórios municipais funcionam como verdadeira marionete, e quem comanda o município são os diretórios estaduais. Ele disse que o presidente nacional do PSC, Pastor Everaldo, trocou o presidente estadual do PSC do Rio, e novo presidente obrigou o vereador Nelson apoiar outro candidato a prefeito. Não concordando com a situação, ele deixou o PSC e foi para o PT do B. 

Nelson também diz que o partido não segue sua ideologia, e desde que chegou ao Partido Social Cristão (PSC), não viu nada de Cristão nem de Social.