Foto: Claudionei Abreu/A política RJ
O diretório do Partido dos Trabalhadores (PT) de São Gonçalo definiu que a legenda poderá fazer aliança com o PDT e PCdoB para as próximas eleições municipais. Com a decisão, o partido não deverá ter pré-candidato à majoritária em outubro.

O martelo será batido no próximo dia 30, quando o PT promoverá a convenção que deve apontar o nome de quem vai representá-lo na chapa, Lázaro Santana (presidente do diretório), ou o sindicalista Manoel Vaz. A reunião vai definir também os nomes dos candidatos à Câmara Municipal.

Com a decisão do diretório, o PT pode participar da disputa com candidato a vice em uma possível chapa encabeçada pelo ex-ministro Brizola Neto (PDT). A medida segue orientação da direção nacional da legenda que impede qualquer relação com as que votaram pelo impedimento da presidente Dilma Rousseff.

Uma resolução aprovada ao fim do encontro deixa claro que o “PT deve buscar alianças estratégicas dentro do campo democrático popular, com os partidos de esquerda e movimentos sociais que expressam os trabalhadores e as camadas médias da população”, diz a nota do PT.

Segundo o presidente do diretório, a prioridade do PT é eleger uma bancada capaz de defender seus projetos para cidade. Os dois vereadores que possuía mudaram de partido.

Hoje, São Gonçalo conta com pelo menos seis pré-candidatos à majoritária.

Fonte/texto: O Fluminense