Fonte: Divulgação
Na tarde desta segunda-feira (26), Brizola Neto  esteve na Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática, na zona norte do Rio. Após a divulgação de duas pesquisas que apontam a liderança do candidato do PDT nas intenções de votos para a prefeitura de São Gonçalo, Brizola Neto passou a sofrer fortes ataques nas redes sociais.

Foi aberto um inquérito criminal para apurar e identificar os autores dos crimes e o IP (Internet Protocol) de onde se originaram as postagens criminosas. Um farto material retirado da internet foi anexado ao inquérito. A  autoridade policial continua recolhendo provas constituídas por postagens na internet e grupos sociais. Os autores vão responder perante a lei por injúria e difamação.

O afirma que atitudes como essas não contribuem com o debate político. Brizola Neto ainda afirma que ações como essas são desespero de adversários que não se conformam com sua liderança nas pesquisas.