Exibindo Diego São Paio Salgueiro 04.09 DIV.JPG
Foto: Divulgação
População criticou dificuldade de acesso a serviços básicos, como abastecimento de água.

O candidato a prefeito Diego São Paio dedicou a agenda de domingo a ouvir os moradores do Salgueiro e Neves. O administrador defendeu um “choque de infraestrutura”, para que carência de serviços básicos como abastecimento de água e pavimentação de ruas sejam superadas.

Segundo a dona de casa Isis Azevedo, um dos grandes desafios do Salgueiro tem sido a falta de água.

“Todas as ruas aqui no Salgueiro sofrem com esse problema. Geralmente temos que pagar um caminhão pipa, porque a água cai na madrugada de segunda-feira e ficamos o resto da semana sem ver uma gota. Às vezes o caminhão pipa nem consegue entrar, devido à falta de segurança. Eu tenho um bebê de cinco meses, é difícil economizar água”, contou Isis, de 29 anos.

Na Feira de Neves, assim como ocorre em outros bairros, os ambulantes medidas que melhorem a infraestrutura do local e a legalização dos trabalhadores.

“Todos querem trabalhar direito, mas ninguém ajuda. Já trabalho aqui há uns oito anos e nunca fizeram nada pela gente. Não temos um banheiro químico, por exemplo. Quando chove, não dá para trabalhar e muitos ficam com as mercadorias no chão”, relatou Jucilei Castro, de 58 anos.

Para Diego, São Gonçalo precisa de um “choque de infraestrutura”, para que os serviços básicos sejam garantidos.

“A população do Salgueiro sempre questiona o abandono dos governos. E é ainda mais revoltante ver que até o mais básico, o acesso à água, tem sido negado a esse bairro. Vamos reivindicar um melhor serviço junto à Cedae e trazer investimentos para a região. Em tempos de crise, o gonçalense tem ‘se virado’ para garantir o sustento de suas famílias. Nosso governo estará atento às reivindicações desse segmento e determinada a garantir melhores condições a estes trabalhadores”, afirmou Diego.