Eduardo Gordo será expulso do PMDB se participação em esquema de
fraude for comprovada - garante a presidente municipal Graça Mattos.
Foto: Jorge Casagrande
Do Jornal Extra
O diretório municipal do PMDB de São Gonçalo afirma que o candidato a vereador e ex-presidente da Câmara de São Gonçalo Aristeo Eduardo Teixeira (PMDB), conhecido como Eduardo Gordo, será expulso do partido se ficar comprovada a participação dele no esquema de desvio de recursos da Saúde.

O peemedebista foi denunciado pelo Ministério Público Federal (MPF) por integrar a quadrilha que falsificava guias para receber verba do SUS por serviços nunca prestados. O ex-vereador é acusado de ter sido beneficiado com R$ 57 mil no esquema. O prejuízo aos cofres públicos ultrapassaria R$ 35 milhões.

- É um caso isolado, envolvendo um candidato do partido. Se ficar comprovado, o PMDB vai tomar as providências e até expulsá-lo-, afirmou, através de sua assessoria de imprensa, a presidente municipal da sigla, Graça Matos, vice-candidata à prefeitura na chapa de Neilton Mulim (PR).

O presidente estadual do PMDB, Jorge Picciani, não quis se posicionar sobre as denúncias contra o integrante da legenda.

Recolhimento de jornais 
Nesta madrugada, um grupo de 30 homens esteve em pontos de distribuição do jornal Extra para recolher o suplemento São Gonçalo, que trazia na capa denuncia do MPF contra Eduardo Gordo. Apesar de o suplemento não poder ser vendido separadamente, os homens levaram os cadernos.

Leia mais: http://extra.globo.com/noticias/rio/candidato-de-sao-goncalo-sera-expulso-do-pmdb-se-ficar-comprovada-participacao-dele-em-esquema-de-fraude-20187588.html#ixzz4LU9QkyTj