Candidatos participaram de debate promovido pelo SBT
Fotos: Divulgação/SBT
O canal SBT promoveu, hoje, às 13h, o primeiro debate entre os candidatos a Prefeito de São Gonçalo que disputam o segundo turno. No primeiro bloco, candidatos fizeram confronto entre si, fazendo perguntas um para o outro.

Vereador mais votado da cidade na atual legislatura, foi secretário do atual governo. Porém, como vereador, não tem um projeto de lei aprovado nos quatro anos de parlamentar - alfinetou o candidato José Luiz Nanci a Dejorge.

Dejorge disse que criou mais de 20 projetos de lei, mas por perseguição política não conseguiu ter projetos aprovados pelo executivo pois não 'comia na mão do governo'.

Os candidatos começaram se alfinetando - um candidato, que é deputado por seis anos e aliado do governo do Estado: como não conseguiu melhorias para a segurança, problema caótico da cidade - questionou Dejorge a José Luiz Nanci.

Em resposta, Nanci disse que ele não atua sozinho na intervenção do Estado e que Dejorge como vereador também poderia ter cobrado. "Assim como o senhor não conseguiu criar nenhuma lei, eu tive dificuldades...", foi interrompido pelo fim do tempo.

No primeiro turno, os candidatos se preocuparam em esclarecer estas questões mais do que apresentar propostas. E, viram que, pelo menos combinam no quesito 'dificuldade de realizações'.

Propostas

Sobre transporte

"Precisamos, hoje, criar vias alternativas para o fluxo de carros e ônibus da cidade. Vias paralelas. Existem algumas estradas de chão paralelas às vias principais, onde pretenderemos levar infraestrutura para que seja mais uma fluidez para o Trânsito", disse Dejorge.

"Vamos trazer o BRT para São Gonçalo, que vai diminuir em até uma hora o tempo que as pessoas gastam no trânsito. É uma obra que vou entregar no meu governo. Outra medida é sincronizar os sinais para melhorar o fluxo de carro”, defendeu Nanci.

Sobre arrecadação

"Entendo que precisamos dar hoje um choque de ordem na cidade, um choque de gestão na cidade. Reduzir contratos para trazer economias, assim como reduzir secretarias. Tudo aqui que nos tivermos entendimento que foi superfaturado nos iremos reduzir para que tragamos economias para avançar em novos projetos", garantiu Dejorge.

"A renda da cidade vai aumentar a partir uma secretaria de desenvolvimento econômico sem politicagem. Vamos criar  a ‘Casa do Empreendedor’, diminuindo a burocracia de legalização, incentivando do pequeno negócio ao grande investidor e capacitando os jovens para o mercado de trabalho", disse Nanci.

Como administrar a cidade com tantas alianças feitas durante o segundo turno?

"Minhas alianças são com o PPS, o PSL e o Solidariedade. Tenho o Marlos, que é um vereador e um grande gestor, do PSB, nós temos também o Diego São Paio, que é um gestor e de São Gonçalo. [...] Nós não loteamos São Gonçalo, como fez o atual governo", disse Nanci.

"Não podemos confundir amizade com capacidade técnica, e assim estou montando o meu governo. [...] Vamos governar para todos com muita firmeza e cobrar responsabilidades. 

Educação: Ensino em tempo integral

"Daremos início ao horário integral com um projeto piloto em algumas escolas, com cultura e esporte. Queremos trazer a criança de volta para a escola. Os educadores serão valorizados e haverá merenda de qualidade", diz José Luiz Nanci.

"Em nosso projeto de governo vamos valorizar o professor, reestruturar as escolas, aquilo que já existe, lavando uma boa merenda escolar para a cidade, dando dignidade a sala de aula para que eles possam estuar e diminuindo essa quantidade de greves", disse Dejorge.

Propostas para a saúde secundária

Dr. José Luiz Nanci perguntou qual era a proposta de Dejorge para essa área. Ele não respondeu a pergunta, mas afirmou que após ver coisas erradas no governo rompeu relações com o atual prefeito e garantiu ser a peça chave em eliminar a possibilidade de reeleição do atual prefeito. 

“Nós temos que melhorar o fluxo na atenção secundária da saúde, assim como sua estrutura. Vamos tornar mais eficazes os PAMs e polos de saúde e viabilizar um hospital de apoio para casos de menor gravidade. [...] Nosso compromisso é reestruturar o Programa Médico de Família, que eu trouxe para a cidade quando fui secretário municipal de Saúde, e ampliar o acesso a exames, consultas e cirurgias”, disse Nanci.

O Debate está disponível no site do SBT e no site UOL.