Nanci e Dejorge buscam aliados para o segundo turno
Foto: Jornal Extra e G1
Do Jornal Extra
O primeiro turno da eleição municipal mal chegou ao fim e os candidatos ao posto de prefeito de São Gonçalo, que passaram para a votação final, já costuram alianças para a nova fase da corrida eleitoral. Enquanto Dejorge Patrício (PRB) conta com respaldo maciço de denominações evangélicas da cidade, entre elas a Igreja Universal do Reino de Deus, José Luiz Nanci já começa a se aliar a lideranças políticas da cidade e até a caciques do PMDB, como afirmam membros do partido.

Nanci, que terminou a votação em primeiro lugar conquistando 82.848 votos (20,46%), descansou da maratona política na tarde desta segunda-feira e encontrou amigos na Praia das Pedrinhas. Ele costuma frequentar o local para jogar dominó.

O início do dia já foi de de negociações com o candidato derrotado pelo PSDB, Dilson Drumond. Ele ficou em sétimo lugar na disputa conquistando 31.265 (7,72%).

— Acho que teremos o apoio do doutor Dilson. Mas nesta terça-feira vou conversar também com os vereadores Marlos Costa (PSB) e Diego São Paio (REDE). São nomes importante e que conquistaram votações expressivas — adiantou o candidato: — Não sei ainda se o prefeito (Neilton Mulim) vai anunciar apoio a alguém. Acho que ele deve ficar neutro.

Já o candidato Dejorge Patrício, que conquistou 81.952 votos (20,24%), preferiu não fazer aparições públicas ontem. Pela manhã, o candidato se reuniu com membros do seu partido e marcou reuniões com alguns candidatos derrotados do primeiro turno.

Dejorge respondeu sobre o dia seguinte ao primeiro turno através de sua assessoria: “Ele está sim disposto a conversar, desde que não seja com o atual prefeito e que não não mude em nada suas metas para a cidade. Ele não fará acordos por cargos ou vantagens”.

Em terceiro lugar no primeiro turno, com 65,922 votos, o prefeito Neilton Mulim tirou o dia para descansar e ainda não se posicionou sobre o segundo turno. Os outros candidatos estudam suas posições.

Ligações para reunião

Nos bastidores do jogo político de São Gonçalo, os candidatos derrotados ao cargo de prefeito da cidade passaram o dia recebendo ligações dos ex-adversários. Marlos Costa (PSB) diz que recebeu ligações dos dois candidatos e que quer analisar com o seu partido o que é melhor para a cidade.

— Tivemos uma votação muito expressiva. Muito diferente do que as pesquisas indicavam e isso dá ainda mais responsabilidade para onde devemos direcionar o nosso apoio — comenta o vereador que teve 41.145 votos.

Outro que também já começou a ser assediado pelos candidatos é o vereador Diego São Paio que ficou em sexto lugar com 33.474 votos.

Nascido em São Gonçalo e morador do Zé Garoto — região central da cidade — o médico e deputado estadual José Luiz Nanci é casado há 31 anos com a empresária Elaine Gabriel, de 53. Ele já foi vereador da cidade por cinco vezes consecutivas e, atualmente, está cumprindo o seu segundo mandato como deputado estadual.

— Amo essa cidade. E há 40 anos faço um trabalho muito forte como médico. Já fiz milhares de anestesias e sei bem o que é lidar com a vida das pessoas — comenta Nanci.

O também “cria da terra” o vereador Dejorge Patrício orgulha-se de dizer que cresceu no bairro do Boaçu. E que entrou para a política para tentar resolver os problemas de sua comunidade. Membro da Assembleia de Deus, o candidato afirma que seu grande apoio veio de lideranças evangélicas:

— Fui o vereador mais votado em 2012 e em 2014 quando fui candidato a deputado estadual federal conquistei 30 mil votos. Só posso dizer que São Gonçalo terá um prefeito do povo.

Leia mais: http://extra.globo.com/noticias/rio/vencedores-no-primeiro-turno-em-sao-goncalo-dejorge-nanci-buscam-aliados-20230713.html#ixzz4MAKUteTh