Foto: Divulgação
O Partido Socialismo e Liberdade (PSOL) e o Partido Socialista dos Trabalhadores Unificados (PSTU) decidiram que não vão apoiar nenhum candidato à Prefeitura de São Gonçalo no segundo turno. O PSOL, no primeiro turno, lançou Prof. Josemar candidato a prefeito, e o PSTU candidatou a Prof. Dayse Oliveira. Juntos, os partidos somaram 18.754 votos.

Em nota publicada no site do diretório municipal do PSOL de São Gonçalo, o partido afirma que o segundo turno virou um balcão de negócios. 

"O resultado do 1° turno colocou o deputado estadual Dr. José Luiz Nanci (PPS-SD-PSL) e o Vereador Dejorge Patricio (PRB-PMN-PRTB), praticamente empatados, no segundo turno. Dois candidatos que fugiram da maioria dos debates aos quais foram convidados, que se furtaram durante o processo eleitoral de apresentar de forma mais nítida suas ideias. O grande arco de alianças que se forma em torno das duas candidaturas no segundo turno, revela a tônica da política gonçalense: um grande balcão de negócios, onde cada voto conquistado é elemento de barganha para cargos na prefeitura.

Não existem nesses acordos qualquer preocupação pragmática. A politica de assistência social de nossa cidade, as secretarias de educação e de saúde, ou qualquer outro cargo não podem virar moeda de troca. Quem entrou neste jogo de barganha, vendeu a dignidade e a confiança de quem depositou o voto em sua candidatura. Está na verdade, ajudando a vender a ilusões."

Na nota, o partido também diz que não cederá seu capital político para nenhum dos dois candidatos, e que ainda vão falar a população que qualquer dos candidatos que ganhe a eleição vão governar por interesses próprios.

"Não vamos emprestar nosso capital político, a garra da nossa militância, para apontar uma saída “menos pior” para São Gonçalo, ignorando de maneira acrítica quem lhe dá sustentação. Como sempre dissemos não queremos trocar seis por meia dúzia.

Vamos falar a verdade para a população, que nem Nanci e nem Dejorge, vão governar para os interesses do povo. Que são reféns dessa velha política ao qual estão cercados para tentar ganhar a eleição. Nós do PSOL, temos muitos anos na luta e temos responsabilidade com tudo o que acumulamos até aqui."

LEIA A NOTA NA ÍNTEGRA