Jalmir Junior é vereador em São Gonçalo | Foto: Divulgação
Vereador eleito em São Gonçalo pela primeira vez, o vereador Jalmir Junior (PRTB), foi o 15º vereador mais votado na cidade. Morador do Boaçu, casado, pai e professor, Jalmir afirma que seu gabinete terá portas abertas para a população e que, como vereador, que criar projetos voltados para o bem estar da população.

Primeiramente, quem é Jalmir Junior, eleito pela primeira vez vereador em São Gonçalo?

Sou Jalmir Júnior. Tenho 33 anos. Morador do Boaçu e nascido em São Gonçalo. Casado. Tenho uma filha de 4 anos. Sou professor universitário, há cerca de 10 anos, especialista na área de direito ambiental (Gestão ambiental, licenciamento). Como vereador quero criar projetos que sejam favoráveis para população.

A atual legislatura da Câmara Municipal tem, hoje, baixa produção legislativa. Muitas pautadas da Câmara são requerimentos de troca de lâmpada, projeto para trocar nome de rua, moções, e falta projetos de lei que beneficiem a população. Qual será a sua postura quanto a isso? 

Algo que sempre dei foco em minha campanha é a atribuição de um vereador, além de fiscalizar as atitudes do prefeito, é justamente criar as legislações. Inclusive já criei 4 projetos de lei, que no dia 3 de fevereiro estarei apresentando na Câmara de vereadores. Sendo formado em Direito acredito que isso irá me trazer uma grande vantagem em termos de projetos de lei, projetos estes que venham a trazer beneficio para a população.  Deixo claro que as portas do meu gabinete estarão sempre abertas para a população, independente de terem votado ou não em mim, pois foi a população que me elegeu, então o gabinete não será meu e sim nosso.

O senhor já tem em mente algum projeto para levar à Câmara Municipal?

Sim, tenho um projeto para criação do primeiro Centro de Zoonoses em São Gonçalo. Na parte da educação tenho um projeto com base na Lei 9.795/99, uma politica de educação ambiental, onde todas as escolas públicas e privadas serão obrigadas a implementar procedimentos voltados à educação ambiental. Deixando claro que sempre que houver oportunidades de criar projetos, que sejam solicitados pela população, estarei estudando e havendo previsão legal irei protocolar estes projetos, diante do meu compromisso com a população.

Quais serão as diretrizes do seu mandato? Como pretende atuar na Câmara em conjunto ao executivo?

Pretendo realizar um caminho inverso, invés de aguardar a população vim ao meu gabinete, eu estarei indo até a população, afinal sou nascido e fui criado em comunidade e é mais do que justo atender o interesse da comunidade. Neste momento estou aguardando a entrada do meu prefeito Dejorge Patricio, que tem meu total apoio declarado, mesmo ele não entrando estarei lutando sempre pelos interesses da população e caso ele entre, nós teremos maior possiblidade de trabalhar e atuar, estar aprovando os projetos e lutando, e repetindo irei trabalhar para o povo, acredito que esse será meu maior diferencial como vereador. Quanto aos colegas do legislativo terei sempre consideração, independente da questão partidária, eu acho que não devemos apenas seguir pensamentos partidários nós temos que pensar naquilo que irá trazer benefícios para a população, está é a minha visão.

O que o gonçalense pode esperar do mandato de Jalmir Junior?

Esperar um vereador ativo, presente e acessível, que vai lutar pela população. Quem conhece o Dejorge sabe da filosofia dele, e como ele é o meu mentor a minha filosofia é a mesma, sendo que esta filosofia é estar sempre próximo do povo, por isso a importância de eleger o Dejorge Patricio também, para juntos trabalharmos pela população. Então aproveito essa entrevista para pedir que no dia 30 de outubro vote consciente, vote no 10, colocar um homem do povo, essa é a minha perspectiva.