Foto: TV Câmara/TV Win
Em discurso na tribuna da Câmara Municipal, na sessão plenária do dia 29/11, o vereador e futuro secretário de assistência social do governo eleito, Marlos Costa, afirmou que mesmo após uma semana da publicação do decreto de transição de governo, as equipes ainda não se reuniram para discutir a situação financeira do município. Marlos faz parte da equipe de transição do prefeito eleito, Dr. José Luiz Nanci.

"Ainda não temos as informações necessárias para traçar um diagnostico do que está acontecendo no atual governo. [...] Não começou ainda nenhum tipo de reunião de transição do governo atual para o governo que vai assumir dia 01 de Janeiro. Foi publicado na última sexta-feira uma listagem da equipe de transição [...] mas, ainda não começou o diálogo com o atual governo, e cifras extra-oficiais mostram que talvez tenhamos um rombo nas contas públicas de mais de R$600 milhões de reais", disse Marlos Costa.

MEDIDAS A SEREM TOMADAS

Integrante do futuro governo, o vereador Marlos Costa afirmou que algumas medidas serão tomadas pelo futuro prefeito, Dr. José Luiz Nanci, para que ele consiga administrar a cidade sob a crise atual.

"O prefeito eleito já anunciou que terá que ser feito o corte de secretarias, a diminuição de secretarias, para, no máximo, 15 secretarias e, certamente, vamos ter que diminuir, e muito, o número de cargos comissionados", disse o parlamentar.