Foto: Girley Oliveira
A suspensão da utilização dos carros oficiais da Prefeitura de São Gonçalo, decretada na última terça-feira (3) pelo prefeito José Luiz Nanci, no Diário Oficial, vai gerar uma economia de aproximadamente R$800 mil reais aos cofres públicos. A conta é baseada no corte do consumo de gasolina e diesel fornecidos aos veículos que atendem as secretarias, que juntos, gastaram 40 mil litros ao mês.

A suspensão de uso da frota de veículos oficiais passa a valer nos próximos 90 dias. Até esta quinta-feira (5), 37 carros de diversas secretarias haviam sido devolvidos à garagem. Somente ambulâncias, viaturas da Guarda Municipal e veículos relacionados a atendimentos essenciais, como na saúde, continuam em circulação.

O vice-prefeito de São Gonçalo, Ricardo Pericar, esteve na garagem municipal para acompanhar os reparos realizados em parte da frota oficial de veículos da Prefeitura de São Gonçalo. No total, são quatrocentos e setenta e cinco veículos (475) na relação geral de carros da Coordenadoria de Transportes Oficiais.

Carros de passeio, vans, ônibus, caminhões, kombis, motos e ambulância compõem a frota encontrada entre os carros quebrados, sucateados e em funcionamento.

Apoio à coleta – Entre os veículos que estão passando por manutenção, se encontram dois caminhões de coleta de lixo, os quais, segundo funcionários do local, estão parados há mais de 13 anos. Com capacidade para armazenar 10 toneladas de lixo cada um, eles irão auxiliar no serviço de coleta de resíduos. Nesta semana, uma Kombi foi reformada após ficar cinco anos sem utilização e será entregue para a Funerária Municipal realizar o trabalho de remoção. Ao tomar ciência dos veículos parados, o prefeito ordenou a manutenção imediata.

“Ainda esta semana colocaremos esses caminhões nas ruas para auxiliar na retirada do lixo que está acumulado há semanas pelas calçadas. Tantos anos parados e nunca foram utilizados. Falta também material de trabalho para os profissionais e diversos outros problemas. Temos mais de 200 carcaças de carros aqui (na garagem da Prefeitura)”, conta Pericar.

Entre as sucatas acumuladas no pátio da garagem estão ambulâncias do Serviço de Atendimento Médico de Urgência (SAMU), Defesa Civil, Funasa, entre outros veículos. No local funciona oficina de mecânica, lanternagem, pintura, borracharia, sessão de óleo, setor de máquinas pesadas e abastecimento.

Fonte: Ascom