Nanci em seu gabinete na Prefeitura | Foto: Jornal Página Gonçalense
Hoje é o primeiro dia de trabalho do Prefeito eleito de São Gonçalo, José Luiz Nanci (PPS). E está dando trabalho mesmo! Nanci chegou à Prefeitura bem cedo, mas teve que trabalhar do lado de fora. O primeiro compromisso do novo Prefeito foi uma reunião com representantes da Enel (antiga Ampla). O objetivo da reunião é conseguir a renegociação da dívida deixada pela administração anterior. 

O prefeito disse que o orçamento do município está quase todo comprometido e lembrou que já fez o corte em mais de 15 secretarias.

“Hoje já temos uma reunião com a concessionária de energia, com a empresa que faz a coleta de lixo, com os servidores e com todos os secretários. Vamos começar reorganizando as contas e priorizando o pagamento dos funcionários. Cargos comissionados foram cortados em mais da metade para prioriozar os servidores concursados. Eu já esperava que fosse encontrar dificuldade, mas não desse jeito”, afirmou. 

LUZ
A Enel (antiga Ampla) cobra uma fatura que pode chegar a R$ 35 milhões, segundo informou fontes do antigo governo. Hoje pela manhã, e às escuras, Nanci recebeu representantes da Enel para negociar uma solução. Sem luz, a primeira rodada de negociação ocorreu na calçada superior da prefeitura sob olhares incrédulos de curiosos. Com essa atitude, o prefeito já começa a impor o seu estilo de governo de maior proximidade com a população, como havia prometido na campanha.

LIXO
Para resolver a questão do lixo, Nanci tem duas alternativas: entrar em acordo com a atual empresa (Marquise) ou contratar em caráter emergencial outra empresa de recolhimento até ser feita uma licitação para contratação definitiva dos serviços. A Marquise alega dívida de R$ 30 milhões com a empresa, que se arrasta há mais de 6 meses.

SERVIDORES
Em relação ao servidores, Nanci poderá ter um alívio esta semana. O Tesouro Federal vai repassar proporcionalmente aos municípios quase R$ 5 bilhões referentes às multas de repatriação do dinheiro ilegal descoberto no estrangeiro. Como as contas da prefeitura estão bloqueadas pela Justiça, os recursos devem ser usados prioritariamente para o pagamento dos salários dos servidores.  São Gonçalo irá receber R$ 3,5 milhões. Dinheiro será depositado hoje.

Com informações do JORNAL DAKI