Foto: Ascom
Na tarde desta sexta-feira (3), foi assinado convênio entre a Prefeitura de São Gonçalo – através da Secretaria de Desenvolvimento Social – com o Abrigo Cristo Redentor. O prefeito José Luiz Nanci também determinou a quitação do débito de R$ 86.680,25, referente aos meses de novembro e dezembro do ano passado. O convênio foi assinado com data retroativa a 1º de janeiro de 2017 e valerá pelos próximos dois anos.

O Abrigo do Cristo Redentor realiza um amplo trabalho de assistência aos idosos. Atualmente, o município custeia a permanência de 54 idosos no local, com um custo equivalente a R$ 75 mil por mês.

Para o Prefeito José Luiz Nanci, a renovação do convênio com a prefeitura era indispensável, pois garante a dignidade de dezenas de idosos.

“Há muitos anos, o Abrigo Cristo Redentor presta um serviço muito importante aos idosos que não possuem moradia ou simplesmente foram abandonados pelas famílias. A assinatura deste convênio garantirá a dignidade dessas pessoas, afinal, respeitar o idoso é valorizar o passado. Esta situação de dificuldade extrema na qual se encontrava a instituição estava me incomodando muito”, afirmou o prefeito.

O presidente do abrigo, Josias Ávila, comemora a iniciativa do prefeito de resolver essa questão. “Hoje o convênio garante a continuidade da vida de 54 idosos e isso não tem preço para nós. A prefeitura integrada ao abrigo é a garantia da manutenção da instituição e segurança para que possamos prosseguir com nosso trabalho. Tinha absoluta certeza de que o Nanci não nos deixaria sozinhos nessa luta diária”, declarou o presidente do abrigo.

O secretário de Desenvolvimento Social, Marlos Costa, afirma ser uma conquista para a instituição, mas, principalmente, para os idosos que dependem desta obra social para viver.

“A renovação do convênio mostra o compromisso do prefeito José Luiz Nanci em atender os nossos idosos, com respeito, carinho e valor à vida. O (Abrigo) Cristo Redentor é uma instituição que não pode deixar de contar com o auxílio da prefeitura. Infelizmente, o governo anterior deixou algumas dividas, mas também conseguimos resolver isso e renovar o convênio por mais dois anos”, disse Marlos.

Fonte: Ascom/Foto: Girley Oliveira