Foto: Divulgação
Com o objetivo de ampliar e investir no trabalho das mulheres artesãs da Feira da Mulher Empreendedora (Femesg), o secretário de Desenvolvimento Social, Marlos Costa, oficializou na manhã desta quarta-feira (08) a transferência do quiosque que era utilizado pelo Café Social, na Praça Doutor Luiz Palmier, no Centro, para a Coordenadoria de Políticas Públicas para Mulheres. O espaço, que funcionará de segunda a sexta-feira, servirá como base fixa das artesãs. A iniciativa faz parte do calendário de atividades promovido pela Secretaria de Desenvolvimento Social (SMDS), em parceria com outras secretarias, em comemoração ao Dia Internacional da Mulher.

"Atualmente temos 33 artesãs cadastradas em nossa feira, muitas dessas mulheres sofreram algum tipo de violência ou violação de direitos, outras estão em busca da independência financeira. Hoje completamos 10 anos de realização da Femesg, e eu só tenho a agradecer ao secretário Marlos Costa pela sensibilidade em perceber a importância de investir no potencial dessas mulheres, que são verdadeiras guerreiras, não só hoje, mas todos os dias!", disse Ana Marita, coordenadora da Femesg.

A unidade de atendimento e cadastramento do Bolsa Família, no Centro, que atende cerca de 100 beneficiários por dia, também estava em festa. No município de São Gonçalo, 60 mil famílias são assistidas pelo Programa, sendo as mulheres a maioria dos responsáveis pelo cadastro da família. Na manhã de hoje, a unidade disponibilizou de forma gratuita atividades como designer de sobrancelha, massoterapia, corte de cabelo e consultoria de beleza a todas as beneficiárias.

O secretário Marlos Costa, que acompanhou de perto as atividades em homenagem ao dia da Mulher, enfatizou a importância do protagonismo das mulheres em todas as áreas.

"A maior parte da minha equipe de trabalho é constituída por mulheres. O espaço que elas vêm ocupando é de extrema importância e representatividade. Hoje é um dia de luta das mulheres, e de todos nós, por mais respeito e igualdade para elas, que não são coadjuvantes e, sim, personagens principais na nossa sociedade. Eu só tenho a agradecer por tê-las junto comigo, empenhadas em desenvolver um trabalho de assistência digno, como o gonçalense merece", disse.

A moradora do bairro Arsenal, Donizete Clementino Fernandes, 35, esteve na unidade para realizar o primeiro atendimento e se surpreendeu com a comemoração. Mãe de três filhos, dois meninos, um de 14 e 10 anos, e uma menina de oito, como tantas outras mulheres, não só de São Gonçalo como de todo mundo, a faxineira contou como iria comemorar o dia: "Trabalhando!. Vou sair daqui, levar os meus filhos para a escola e ir para o trabalho. Todas nós somos guerreiras, cada uma com a sua história", finalizou.

Na parte da tarde, as homenagens foram no Centro Cultural Joaquim Lavoura, no bairro Estrela do Norte. Através de parceria com as secretarias de Cultura e Educação, foi realizado evento com direito a recital literário e muita música com o Coral Funasg.

Fonte: SMDS/Autor: Thayna Alves