Foto: Divulgação/Facebook
O deputado federal Dejorge Patrício (PRB) publico um vídeo na sua rede social onde falou sobre a situação do país e a crise política com as recentes denúncias contra o presidente da república, Michel Temer.

Na primeira denúncia contra o presidente, apresentada pelo procurador-geral da república, Rodrigo Janot, o deputado federal Dejorge ficou doente no mesmo dia da votação, e, por isso, se ausentou. Seu partido também faz parte da base do governo e o presidente é ministro de Temer. 

Até então, o deputado não havia se manifestado acerca das acusações. No vídeo publicado em seu Facebook, ele diz que a "prioridade é a estabilidade do país", dando a entender que a saída do presidente causaria essa instabilidade, portanto, contrário a saída do presidente neste momento.  


"Os deputados estão recebendo uma avalanche de informações conflitantes, denúncias e acusações. Está até difícil saber o que é verdade e o que é mentira. Tenho certeza que todo cidadão deve responder pelos seus atos, mas é prioridade garantir a estabilidade do nosso país. Nesse sentido precisamos analisar prós e contras de qualquer decisão", disse o deputado federal. 


TEMER É REPROVADO POR 77% DA POPULAÇÃO
Pesquisa Ibope encomendada pela CNI (Confederação Nacional da Indústria) mostra que o percentual de brasileiros que consideram o governo do presidente Michel Temer (PMDB) como ruim ou péssimo é é de 77%. Este é o pior desempenho na avaliação do governo de um presidente da República desde o início da série histórica da pesquisa Ibope, em 1986, no governo José Sarney (PMDB).