Dr. Armando Marins | Foto: Divulgação/TV Câmara
O vereador Dr. Armando Marins entrará nesta quinta-feira (01) com uma ação civil, no Ministério Público, pedindo a inclusão do Município de São Gonçalo na licitação das barcas. A iniciativa é uma tentativa de fazer com que o município Gonçalense seja incluído na licitação sem ter que esperar o resultado dos estudos de viabilidade técnica, econômica, financeira e ambiental, conforme anunciou esta semana o secretário estadual de transportes, Rodrigo Vieira.

De acordo com o secretário, estudos técnicos desenvolvidos pelo Plano de Desenvolvimento de Transporte Urbano não encontraram viabilidade com o sistema estrutural e caberia à nova concessionária, no prazo de um ano após o início da nova gestão fazer novos estudos de viabilidade técnica. Para o vereador Armando Marins o estado está se esquivando da responsabilidade e do compromisso de incluir São Gonçalo na licitação: “Eles querem jogar a responsabilidade que é do estado para a concessionária e assim o estado lava as mãos diante da população,” disse indignado o vereador.

Ele lembrou que no ano passado, quando promoveu a audiência pública na Câmara de Vereadores de São Gonçalo, foi elaborado um documento com as propostas do fórum, no qual está incluído  o estudo de viabilidade técnica, apresentando durante a audiência pública e  a reivindicação da população de São Gonçalo pela inclusão da obrigatoriedade da implantação da linha de barcas São Gonçalo Praça-XV  na licitação. O vereador desabafou: “Não é possível que as vozes de mais de um milhão de pessoas não estão sendo ouvidas!”