Fotos: TV Câmara de São Gonçalo e Lei Seca Maricá
Na sessão plenária do dia 15 de outubro, o vereador gonçalense Lecinho impetrou um requerimento onde pede que a Câmara Municipal de São Gonçalo envie à Alerj um comunicado onde expressa repúdio às falas do deputado estadual Felipe Poubel. O deputado, em um de seus discursos na Assembleia, fez diversos ataques aos parlamentares de São Gonçalo, em especial ao vereador Lecinho.

"Requeiro à mesa que seja enviado requerimento ao presidente da Alerj, Sr. André Ceciliano, para que o mesmo comunique ao deputado Felipe Poubel o repúdio dessa casa legislativa ao seu posicionamento. Não é de hoje que o referido deputado vem desrespeitando o parlamento gonçalense em seus pronunciamentos, atingindo, por críticas infundadas, inoportunas, irresponsáveis e sem respeito à independência das casas de lei. [...] Os ataques aos representantes do povo gonçalense afronta nossa dignidade e soberania política", afirma parte do requerimento do vereador Lecinho. O pedido foi aprovado por quinze votos favoráveis contra cinco abstenções.

O vereador afirma ainda que o deputado Felipe Poubel tem feito estes ataques por interesses políticos, já que ele é candidato à prefeitura da cidade.

Em seu discurso na Alerj, Poubel disse que tem muito vereador em São Gonçalo que "só sabe receber dinheiro, trabalhar que é bom, nada.". O parlamentar ainda fez diversas críticas ao presidente da comissão de saúde, vereador Lecinho, chamando-o de "vereadorzinho", afirmando que ele não fiscaliza a saúde da cidade e não faz nada pela saúde do gonçalense. Poubel ainda chamou Lecinho de "usurpador do erário público" e disse que São Gonçalo tem uma câmara "inerte, que não cumpre o seu papel."