Foto: Divulgação
O diretório estadual e municipal do Partido dos Trabalhadores aprovaram, por unanimidade, o nome do médico sanitarista Dimas Gadelha como pré-candidato a prefeito de São Gonçalo nas eleições do próximo ano. O anúncio aconteceu durante a cerimônia de posse da nova executiva municipal do partido.

Esta será a primeira vez que Gadelha disputara o cargo de chefe do poder Executivo. Dimas já havia sido citado pela Executiva Estadual, com o aval do atual presidente Joãozinho, que disse ter encontrado um nome que reunia todas as referências e qualidades para representar a legenda no segundo maior colégio eleitoral do estado. Dimas Gadelha agradeceu a confiança de todos e lembrou que seu propósito é fazer o partido avançar em São Gonçalo.

“Me sinto orgulhoso por ter sido escolhido para mais essa empreitada na minha vida. São Gonçalo foi a cidade que escolhi para viver e nela pude me aperfeiçoar. Terei como meta a luta pelos menos favorecidos e, portanto, conto com a contribuição de todos para atingir esse objetivo. Sei que é possível melhorar a qualidade de vida da população. Para isso, é necessário mudar o modelo de gestão adotando políticas de distribuição de renda. Sabemos do desafio e das dificuldades que passa a cidade com mais de um milhão de habitantes e uma das menores rendas per capta do país, mas, com políticas sociais e geração de emprego e renda é possível avançar rumo ao desenvolvimento e devolver a auto estima do gonçalense”, enfatizou Dimas Gadelha.

Da direita à esquerda

Em 2018, então candidato à câmara dos deputados, Dimas Gadelha (Dem) estava filiado ao Democratas, partido alinhado à direta no espectro político. Agora, Dimas dá um giro de 180º graus e será candidato pelo PT, partido de esquerda.

Nova Executiva

O PT realizou a posse de sua nova executiva para o quadriênio 2020/2024. O evento ocorreu no Salão e Festas Galeano, na Rua Salvatori, 569, Rocha. Diversas lideranças municipais participaram da programação, que contou com presença especial do presidente estadual da legenda, João Maurício, o popular Joãozinho e o presidente do PT de Maricá, Mauro Alemão. Lázaro Santana passou o comando de presidente para Antônio Maia que terá como vice seu companheiro de chapa, Carlos Furtado.