Foto: Reprodução/Facebook
A Câmara de São Gonçalo retornou hoje, dia 15 de abril, às atividades após um longo período de recesso. Os vereadores fizeram uma sessão presencial no plenário Joaquim Lavoura e tentaram respeitar ao máximo as recomendações do Ministério da Saúde. Os parlamentares e todos os presentes em plenário usavam máscaras e o microfone da tribuna foi higienizado após a fala de cada vereador. A distância mínima de 1 metro de distância, entretanto, não foi respeitada.

O parlamento aprovou por 21 votos o projeto de lei que aprova a realização de sessões remotas, ou seja, por vídeoconferência, exclusivamente no período em que durar a pandemia em virtude da crise de coronavírus.

O projeto apresentado ao plenário altera o artigo 105 do regimento interno da câmara municipal e dispõe do seguinte texto: "A câmara municipal reunir-se-á ordinariamente e excepcionalmente às quartas-feiras, de 15 de abril de 2020 a 30 de junho de 2020, com início as 14:30h exclusivamente durante a situação de pandemia do vírus Covid-19, declarada pela Organização Mundial de Saúde (OMS)."

O projeto cita como exemplo a câmara dos deputados, o senado federal, as câmaras municipais do Rio de Janeiro e Niterói e Assembleia Legislativa do Rio, que já adotaram esse sistema de realização das sessões.

Na semana passada o blog A política RJ publicou uma matéria onde criticava o fato dos vereadores ainda não terem adotado um sistema para votações por vídeoconferência.