Teste rápido de coronavírus | Foto: Labi Exames/Divulgação
O presidente da fundação de saúde de São Gonçalo, Deivid Robert Campos, publicou no diário oficial do município o extrato da compra de 40 mil testes rápidos de coronavírus. A compra, que dispensa licitação, tem o valor total de R$4.240.000,00. Cada teste custou o valor de R$106 reais. O valor médio dos testes rápidos liberados pela Anvisa é de R$160 reais. A quantidade de testes, que não é apresentada no diário oficial, foi confirmada pela secretaria de comunicação da prefeitura. A expectativa é que o material seja entregue até este final de semana.

A compra será feita com a empresa Skal Comércio e Distribuição, sediada no município de Presidente Prudente, em São Paulo. O registro de CPNJ da empresa a apresenta como empresa de pequeno porte.

A segunda compra publicada pelo presidente da fundação de saúde está no valor de R$770.120,00 reais para aquisição de material de limpeza. O extrato não apresenta a lista de materiais que serão comprados nem o valor unitário de cada produto.

Essa compra será feita com cinco empresas: Famaha, de Barão de Cotegipe, RS; Start 22, do bairro Trindade, em São Gonçalo; Golden Rio Comercial, de Itaboraí; Siloé Industrial, de Niterói; All Food Serviços e Comércio, do bairro Rocha, em São Gonçalo.