Foto: Reprodução
Do Portal G1
A prefeitura de São Gonçalo pagou R$84 mil reais em frascos de álcool em gel. A compra, feita sem licitação, é de 800 frascos por R$105 reais a unidade. Em diversos mercados da cidade o produto é encontrado por R$20,00. O extrato da compra foi publicado no Diário oficial do município no dia 31 de março.

A prefeitura afirmou que o produto da compra não é álcool em gel, e sim um produto para limpeza de ambientes de alta infecção. O RJ1 consultou médicos e enfermeiros que trabalham em laboratórios, hospitais e UTIs. Todos disseram que este produto não é usado para limpar as mãos.

O extrato do contrato, publicado no D.O., deixa claro que é sobre a compra de um “antisséptico higienizante para as mãos”.

No endereço que seria da empresa, no Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas, base de dados da Receita Federal, mora uma família há dois anos. Eles afirmam que um laboratório nunca funcionou no local.

Sobre o endereço apontado como sendo da empresa, a Prefeitura de São Gonçalo disse que não existe nenhuma ilegalidade e que nem sempre a empresa funciona no mesmo lugar onde se encontra o material. E que, em algumas ocasiões, os endereços são, de fato, residências.