Renan Ferreirinha e Pedro Fernandes | Captura de tela
Em live com o deputado estadual Renan Ferreirinha, o secretário estadual de educação do Rio de Janeiro, Pedro Fernandes, anunciou que a Seeduc está fechando uma parceria com os canais de televisão SBT e Bandeirantes para a transmissão de aulas na TV aberta.

"Fechamos uma parceria com a TV Bandeirantes, que vai disponibilizar duas horas diárias pra gente e estamos muito próximos de fechar essa parceria com o SBT", disse o secretário.

Segundo Pedro Fernandes, o setor jurídico da Seeduc está tentando chegar a um consenso com as emissores sobre os valores que serão pagos. O secretário afirmou que a Bandeirantes não está cobrando pelo horário disponibilizando, e com isso a Seeduc pagará apenas os custos pela transmissão das aulas. Já o SBT cobrou um valor acima do que a Seeduc esperava, e por isso o setor jurídico está negociando com a emissora.

Além de Bandeirantes e SBT, a TV Alerj e a EBC também transmitirão as aulas. A Seeduc irá divulgar como funcionarão essas aulas. As gravações, de acordo com o secretário, começam neste final de semana, e a transmissão das aulas começarão em breve.

"Usamos o termo EaD incorretamente"
O secretário Pedro Fernandes também fez uma correção: o que a Seeduc está fazendo é uma educação remota. "Equivocadamente utilizamos algumas vezes o termo EaD (Educação a Distância). O que nós estamos fazendo não é uma EaD, pois ela tem toda uma metodologia específica, uma legislação específica. O que estamos fazendo é uma adaptação pela situação que estamos vivendo para que os nossos professores possam ter a oportunidade de continuar as suas aulas com o auxílio das tecnologias", afirmou Pedro fernandes. Há duas semanas a Seeduc está realizando as aulas pela plataforma Google Sala de Aula, e elas contarão como dias letivos.

Cesta básica para alunos da rede estadual
Na live, o secretário Pedro Fernandes também explicou como a Secretaria de Educação fará a distribuição de cestas básicas para os alunos da rede estaduais e quem está apto a receber esse benefício. O secretário também respondeu outras dúvidas de pessoas que acompanharam a transmissão.

ASSISTA A LIVE: