Facebook/Divulgação
O blog da jornalista Berenice Seara, do jornal Extra, afirma que já existem movimentações na Assembleia Legislativa do Estado para dar início ao processo de impeachment do governador Wilson Witzel. Na manhã desta terça-feira, dia 26, o governador e sua esposa, Helena Witzel, foram alvos da operação Placebo, comandada pela Polícia Federal.

Os pedidos serão feitos pelo ex-líder do PSL, Doutor Serginho, e pelo deputado Luiz Paulo Côrrea, do PSDB.

Já existem, hoje, três pedidos de impeachmento de Witzel nas mãos da mesa diretora da Alerj. Um foi apresentado em fevereiro por sete deputados ligados ao presidente Jair Bolsonaro. Outros dois por cidadãos.

Nenhum deles, porém, era fundamentado com as informações só reveladas hoje, com a Operação Placebo