Foto: Divulgação
A Direção da Faculdade de Formação de Professores (FFP) da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj) em São Gonçalo enviou um ofício ao prefeito da cidade, José Luiz Nanci, e ao Secretário de Educação, Maurício Nascimento, solicitando que seja revogado o decreto que corta a dupla regência dos professores da rede municipal, bem como as gratificações. Essas medidas reduziram para menos da metade o salário dos professores municipais. O documento é assinado por Ana Maria Santiago, diretora da faculdade. 

O pedido é feito "na qualidade de principal instituição de formação de professores na região do Leste Fluminense, especialmente em São Gonçalo, sendo responsável há mais de quatro décadas pela formação inicial e continuada de um número considerável de professores e de professoras da educação básica nesta cidade". A FFP é a única instituição de ensino superior público da cidade e, como mencionado no documento, referência na formação de professores em todo o estado.

"Nesse momento de tantas adversidades e perdas de vidas humanas, buscar soluções que possam mitigar o sofrimento dos profissionais da educação, já tão careados por sucessivas gestões descompromissadas, deveria ser um ponto fundamental de atenção dos governantes", diz o ofício. 

O blog A POLÍTICA RJ noticiou com exclusividade que os decretos do prefeito reduziram drasticamente o salário dos professores da rede municipal. Alguns deles chegaram a ter o valor de menos de R$500 reais no contracheque - LEIA A MATÉRIA AQUI.